pokerstars

Beija-Flor leva Maceió à Sapucaí e homenageia Rás Gonguila

Com o enredo "Um delírio de Carnaval na Maceió de Rás Gonguila", a Beija-Flor de Nilópolis foi a segunda escola a desfilar na Marquês de Sapucaí hoje.

A escola levou Maceió ao Rio de Janeiro. Criado pelo carnavalesco João Vitor Araújo, o enredo conta a história do imperador do Carnaval Rás Gonguila, nascido em Maceió em 1905.

A Beija-Flor é representada pelas cores azul e branco. Fundada em 1948, a escola tem 14 títulos — o último deles conquistado em 2018. Em 2023, a Beija-Flor ficou em 4º lugar.

Lorena Raissa é a rainha de bateria da escola pelo segundo ano seguido. Claudinho e Selminha Sorriso encantam como Mestre-Sala e Porta-Bandeira da escola desde 1996. Giovanna Lancellotti é um dos destaques do desfile.

Lorena Raissa é a rainha de bateria da Beija-Flor pelo segundo ano seguido
Lorena Raissa é a rainha de bateria da Beija-Flor pelo segundo ano seguido Imagem: Zô Guimarães/pokerstars

A Beija-Flor conta com Dudu Azevedo como Diretor de Carnaval. Neguinho da Beija-Flor é o intérprete oficial desde 1976.

Um dos carros alegóricos apresentou problemas técnicos antes de entrar na avenida. A composição que quebrou na concentração representava uma água-viva. No entanto, o item foi reparado e entrou iluminado na Sapucaí.

Samuel de Assis representou Rás Gonguila no desfile. Outros destaques foram o cineasta Cacá Diegues e o jornalista Márcio Canuto — ambos são de Maceió e estavam no quinto carro alegórico do desfile.

Continua após a publicidade
Samuel de Assis representou Rás Gonguila no desfile da Beija-Flor
Samuel de Assis representou Rás Gonguila no desfile da Beija-Flor Imagem: Lucas Landau/pokerstars

Qual nota você dá para o desfile da Beija-Flor?

1.033 votos

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes
pokerstars Mapa do site