pokerstars

Cássio e trave salvam, Corinthians bate Estudiantes nos pênaltis e avança

Foi sofrido, mas o Corinthians está na semifinal da Sul-Americana. O Alvinegro superou o Estudiantes nos pênaltis por 3 a 2, no Estádio Jorge Luis Hirschi, após derrota por 1 a 0 no tempo regulamentar.

Mauro Méndez marcou o gol da equipe argentina, com 52 segundos de jogo. No restante da partida, a trave salvou os corintianos.

O clube brasileirovenceu a ida pelo mesmo placar, na Neo Química Arena, e tinha a vantagem do empate. A derrota por um tento de diferença na Argentina deixou tudo igual no placar agregado e levou a decisão para as penalidades.

Fábio Santos, Fausto Vera e Rojas converteram as cobranças para o Corinthians, enquanto Giuliano errou. Sosa e Méndez fizeram do lado do Estudiantes, mas Rollheiser, Lollo e Ascacíbar desperdiçaram — com Cássio defendendo a batida do primeiro que errou. Nas outras duas cobranças desperdiçadas pelos argentinos, a bola explodiu no travessão.

O Corinthians enfrenta na próxima rodada o vencedor de Fortaleza x América-MG. O Leão do Pici tem a vantagem de ter vencido a ida por 3 a 1, no Independência, e decide a vaga no Castelão na quinta (31).

Os jogos da semifinal estão marcados para as semanas dos dias 27 de setembro e 4 de outubro. Até lá, o Corinthians enfrenta Palmeiras, Fortaleza, Grêmio e Botafogo pelo Brasileirão.

Curiosidade: A classificação rendeu cerca de R$ 3,9 milhões aos cofres do clube.

Como foi o jogo

Renato Augusto, do Corinthians, em ação contra o Estudiantes, pela Sul-Americana
Renato Augusto, do Corinthians, em ação contra o Estudiantes, pela Sul-Americana Imagem: Marcelo Endelli/Getty

Os argentinos derrubaram a vantagem corintiana no agregado com um gol relâmpagoLucas Veríssimo, substituto de Murillo para a partida, contou com a infelicidade de a bola desviar nele na jogada do 1 a 0. A vitória parcial por um tento de diferença, construída logo no primeiro minuto da partida, levava a decisão para os pênaltis.

Continua após a publicidade

O time da casa teve o domínio absoluto das ações no primeiro tempo. Superior, o Estudiantes assumiu as rédeas do jogo, povoou o campo do adversário e deixou a equipe brasileira encurralada desde o apito inicial.

A estratégia de Luxemburgo não funcionou, e o Corinthians foi praticamente inofensivo. O técnico optou por começar com Yuri Alberto no banco e deixar Renato Augusto como referência no ataque, mas o camisa 8 ficou isolado na frente e também não contribuiu na criação.

O Alvinegro mal conseguiu respirar e viu a trave salvar duas vezes na primeira etapa, mas foi para o intervalo com o alívio de não ser vazado de novo. Sem encontrar grande resistência do adversário, os mandantes amassaram em campo e protagonizaram uma goleada nas estatísticas: 16 chutes a 1, somente na etapa inicial.

O Corinthians voltou para o segundo tempo com mudanças, mas continuou na retranca. Luxa acionou Yuri Alberto e Wesley para buscar uma reação na velocidade e conseguiu ser mais competitivo, mas muito em função da diminuição de intensidade dos argentinos.

Cássio se consagrou como o protagonista da noite — junto de mais duas traves na segunda etapa. O ídolo corintiano foi providencial em todas as vezes que foi acionado na partida, pegou um pênalti na disputa e terminou como o grande responsável pelo time voltar classificado da Argentina.

Gol e destaques

Jogadores do Estudiantes comemoram gol de Mauro Méndez sobre o Corinthians, pela Sul-Americana
Jogadores do Estudiantes comemoram gol de Mauro Méndez sobre o Corinthians, pela Sul-Americana Imagem: Juan Mabromata/AFP

1x0. Com 52 segundos de jogo, Sosa ficou com a sobra na intermediária, ajeitou e cruzou mirando Castillo. Bruno Méndez tentou cortar de cabeça, mas acabou mandando para o meio da área, e Mauro Méndez finalizou de primeira. O chute saiu mascado, só que desviou em Veríssimo e foi no contrapé de Cássio.

Continua após a publicidade

Cássio espalma. Aos 9', Benedetti avançou pela esquerda, chegou até a linha de fundo e cruzou para a área. Rollheiser apareceu por trás e pegou firme, mas Cássio espalmou para escanteio.

Outra chance perdida. Aos 29', Mancuso cruzou da direita e Carrillo apareceu livre na área, mas cabeceou fraco e em cima do goleiro corintiano.

Trave salva duas vezes. Aos 37', Gil afastou um cruzamento, mas Benedetti emendou uma bomba no rebote e carimbou a trave esquerda. Na sequência, aos 39', Rollheiser avançou pela direita, cortou pelo meio e carimbou o poste esquerdo novamente.

Cássio, do Corinthians, em ação no jogo contra o Estudiantes, pela Sul-Americana
Cássio, do Corinthians, em ação no jogo contra o Estudiantes, pela Sul-Americana Imagem: Luis Robayo/AFP

Cássio cresce. Aos 40', Rollheiser carregou novamente a bola com espaço, ajeitou para a canhota e bateu colocado de fora da área. Cássio pulou e conseguiu espalmar no limite para evitar o que seria o segundo gol.

Quase uma lambança. Aos 11' do segundo tempo, Veríssimo tentou recuar de cabeça e quase complicou Cássio, que afastou de soco. A sobra ficou com Rollheiser, na área, que bateu firme. O goleiro do Corinthians protagonizou um milagre e, com um leve toque na bola, desviou para a trave. Em novo rebote, o camisa 10 do Estudiantes mandou para fora.

Continua após a publicidade

Cássio de novo. Aos 13', Mancuso recebeu na direita e achou um cruzamento para a área. Rollheiser apareceu entre a marcação e desviou de primeira, obrigando Cássio a fazer nova defesa, desta vez no contrapé.

Trave protagonista pela 4ª vez. Aos 27', Ascacíbar levou a melhor na disputa, arriscou um foguete do meio da rua e acertou o poste. Cássio, mais uma vez, acompanhou com os olhos.

Giuliano quase vira herói. Aos 47', Giuliano recebeu na intermediária, fintou a marcação duas vezes e bateu colocado de fora da área. A bola, no entanto, passou pelo lado do gol.

Ficha técnica
Estudiantes 1 x 0 Corinthians [1x1 no agregado e 2x3 nos pênaltis]

Competição: Volta das quartas de final da Sul-Americana
Local: Estádio Jorge Luis Hirschi, em La Plata (ARG)
Data e hora: 29 de agosto de 2023, às 21h30
Árbitro: Wilmar Roldan
Assistentes: Alexander Gusman e Wilmar Navarro
VAR: Juan Lara
Amarelos: Núñez, Yuri Alberto, Wesley, Lollo, Fábio Santos
Vermelho: Não houve

Continua após a publicidade

Gol: Mauro Méndez, aos 1'/1ºT

Estudiantes: Andújar; Benedetti, Lollo, Mancuso e Núñez; Rodríguez (Zuqui), Ascacíbar, Sosa e Rollheiser; Mauro Méndez e Carrillo. Técnico: Eduardo Domínguez

Corinthians: Cássio; Bruno Méndez, Gil, Lucas Veríssimo e Fábio Santos; Gabriel Moscardo (Giuliano), Maycon, Ruan Oliveira (Yuri Alberto) e Renato Augusto (Fausto Vera); Romero (Wesley) e Matías Rojas. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes
pokerstars Mapa do site