pokerstars

Flavia Guerra

Flavia Guerra

Siga nas redes
Só para assinantesAssine pokerstars
Opinião

Veja dicas de filmes e séries para quem não quer saber de Carnaval

Oficialmente o Carnaval termina nesta terça-feira (13), mas o brasileiro sabiamente estica a festa até o próximo fim de semana com os desfiles de blocos no pós-Carnaval. Então, para quem é do bloco "vai indo que eu não vou", em vez da maratona da folia, maratonar as séries, por em dia a lista do Oscar antes da premiação, que ocorre em 10 de março, ou descobrir pérolas escondidas no streaming é uma boa pedida. Há até mesmo opção para quem quer ver filmes sobre o Carnaval e gratuitos.

O cinema vai ao Carnaval

Para quem quer curtir o universo do carnaval sem sair de casa, o Itaú Cultural Play traz vários títulos que investigam a maior festa popular do Brasil. "Fevereiros", "O Mistério do Samba", "Geraldo Filme - criou cantando samba era coisa feia, "Afoxé entre o sagrado e o mundano" e "Arruma um pessoal pra gente botar uma macumba num disco" são imperdíveis.

'Fevereiros'

Dirigido por Marcio Debellian, "Fevereiros" traz Maria Bethânia e os bastidores do carnaval em Santo Amaro, sua terra natal na Bahia. "Trabalhei o ano inteiro na estva de São Paulo só para passar fevereiro em Santo Amaro" diz a canção de Dona Edith do Prato 1916-2009) que Bethânia cita já no início.

Da festa da Purificação, realizada todo 1º de fevereiro em Santo Amaro, ao desfile da Mangueira, que foi campeã do Carnaval do Rio com um enredo que homenageou Bethânia, "Fevereiros" é um mergulho no que há de espiritual, mundano, devoto e festeiro não só na relação da cantora com o Carnaval, mas de todo o Brasil.

'Fevereiros" também está disponível na plataforma do Sesc gratuito e em versão com acessibilidade.

'Vai Vai: 80 Anos nas Ruas'

OCinema em Casa com o Sesc também oferece diversos títulos para quem quer mergulhar no universo do carnaval e do samba. Com programação também gratuita, traz títulos como "Vai Vai : 80 Anos nas Ruas","Memória em Verde e Rosa" e "Candeia".

Continua após a publicidade

Uma das mais importantes e antigas escolas de samba não só de São Paulo mas do Brasil, a Vai Vai é um ponto de resistência do samba em plena zona central de São Paulo, o histórico bairro do Bixiga.

Com depoimentos e imagens que seguem o carnaval e a sofrida apuração dos pontos do desfile do ano, "Vai Vai: 80 anos nas Ruas" conta a história não só da escola, mas de seus membros da velha guarda, retrata os jovens e fala da importância social e cultural da escola.

'Vale o Escrito: A Guerra do Jogo do Bicho'

Disponível na Globoplay, a surpreendente "Vale o Escrito" não retrata o carnaval, mas sim o universo do jogo do bicho no Rio de Janeiro e as tantas disputas entre as família que controlam este importante mercado. Nesta engrenagem, impossível não passar pela relação que os chefes do jogo têm com as escolas de samba e o carnaval.

"Vale o Escrito: A Guerra do Jogo do Bicho" retrata a guerra pelo poder, pelo dinheiro e o comando desse grande negócio por meio de um trabalho minucioso que levanta imagens históricas, depoimentos geniais e revela como é impossível separar a história do jogo do bicho do carnaval no Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

FORA DA AVENIDA

Para quem quer passar longe da folia e das histórias sobre ela, há um universo a se explorar, tanto clássicos quanto filmes e séries que estrearam há pouco ou estreiam em pleno carnaval. "Mestres dos Ares" (Apple TV+) , a nova temporada de "True Detective" (HBO e HBOMax) e "The New Look" (Apple TV+) e "Griselda" (Netflix) são bons exemplos das séries.

'Mestres dos Ar'

Produção de Steven Spielberg e Tom Hanks, "Mestres do Ar", como o título já diz, completa a trilogia da Segunda Guerra iniciada com "Band of Brothers" e "Pacífico". Desta vez, é o 100º Grupo de Bombardeio (o lendário "Bloody Hundredth", ou "Centésimo Sangrento") que está em cena.

Ainda que o tom patriota e a pesada trilha sonora (calcando forte no tom grandiloquente) dos episódios iniciais possa desmotivar quem não é fã de filmes e séries de guerra, vale a pena continuar. O roteiro, baseado no livro "Masters of the Air: America'? Bomber Boys Who Fought Who Fought the Air War Against Nazi Germany", de Donald L. Miller, evoluiu bem e as nuances vão aparecendo conforme acompanhamos os dramas dos jovens que integraram uma das mais perigosas companhias de toda a história

Continua após a publicidade

Diferentemente dos ingleses e outras forças aéreas aliadas que faziam missões estratégicas, o Bloody Hundredth, bombardeava de dia os alvos nazistas (em vez do usual ataque noturno). O resultado eram batalhas aéreas espetaculares em que mais de 70% dos que decolavam ou voltavam feridos ou jamais voltavam.

Além do medo de morrer na mira do inimigo a cada missão, ainda enfrentavam o frio intenso, a falta de oxigênio a quase 8 quilômetros (24 mil pés) de altitude. Estrelado por Austin Butler, Callum Turner, Karry Keoghan, Anthony Boyle, Rafferty Law (filho de Jude Law), Sawyer Spielberg (filho de Steven Spielberg), entre outros, a série tem no entrosamento do elenco, na riquíssima reconstituição histórica e nas cenas de batalha que colocam o espectador no centro da ação.

'The New Look'

Com estreia em 14 de fevereiro, "The New Look" se passa quando a Segunda Guerra começava a entrar em sua reta final e a Paris ocupada pelos nazistas há quatro anos se via diante de um dos momentos mais tensos de sua história. Neste contexto de incertezas, mas também de esperança, duas figuras geniais, e que em geral não se associam à história das guerras, travavam cada uma sua batalha pessoal: os estilistas Coco Chanel e Christian Dior.

Chanel (Juliette Binoche) já estava na casa dos 60 anos e havia fechado as portas de sua maison e se recusado a costurar para as mulheres do oficiais do alto escalão nazista. Já Dior (Ben Mendelsohn) era empregado da maison de Lucien Lelong (John Malkovich) e seguia trabalhando, criando looks divinos para as festas que os nazistas davam em pontos históricos da cidade. Mas quando o sobrinho de Chanel, oficial francês, é preso pelo exército alemão, ela se vê obrigada a recorrer a ligações com os nazistas para libertá-lo.

Continua após a publicidade

Morando no lendário Hotel Ritz, ela acaba se envolvendo, por linhas muito complicadas, com um agente nazista e sua vida nunca mais seria a mesma. Nesta luta pela sobrevivência, Dior se vê também obrigado a fazer tudo que pode para tentar salvar sua irmã, Catherine Dior, que integrou a Resistência Francesa, das garras nazistas.

Neste contexto complexo, as trajetórias de Chanel e Dior caminham em paralelo e, quando a Guerra finalmente terminou, a editora da Harper's Bazaar, Carmel Snow, (Glenn Close), e o mundo estão ávidos pela nova coleção que vai devolver a alegria ao mundo.

Para quem ama histórias de guerra, para quem ama moda ou para quem não ama nenhuma das duas, mas adora um grande drama, "The New Look".

'Rustin'

Produzido pela Higher Ground, de Barack Obama, "Rustin", disponível na Netflix, conta a história do ativista Bayard Rustin, uma das figuras cruciais para a realização da histórica Marcha sobre Washington de 1963, ponto crucial da luta pelos direitos civis da população negra dos Estados Unidos. Ativista, Rustin tentava organizar o evento que se tornou mundialmente famoso também pelo discurso de Martin Luther King, "I have a dream", diante de cerca de 240 mil pessoas. Mas, além do racismo, enfrentava a homofobia e a falta de confiança dos líderes da época.

Continua após a publicidade

Como Luther King (de quem Rustin era também conselheiro) naturalmente sempre foi o centro das atenções ao se contar este episódio, Rustin ficou sempre em segundo plano. "Rustin", o filme, joga luz em sua importância e o apresenta para as novas gerações. Colman Domingo está genial no papel e não por acaso foi indicado ao Oscar de Melhor Ator em 2024.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pokerstars.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes
pokerstars Mapa do site