pokerstars

Luciana Bugni

Luciana Bugni

Siga nas redes
Só para assinantesAssine pokerstars
Opinião

Lore e Léo Santana são prova de que formato casal funciona até no Carnaval

Lore Improta é musa da Viradouro pela sexta vez. Léo Santana agora tem trio no Rio de Janeiro. Na semana passada, ambos estavam liderando o baile Noite da Aclamação, que celebrava a riqueza cultural da Bahia, um evento beneficente cuja renda foi voltada para leitos de UTI. E seguem com uma programação intensa de Carnaval baiano, com publicidade, shows e um pouco de curtição.

Enquanto muito casal por aí balança no Carnaval, querendo curtir a solteirice por pelo menos uma semana, Lore e Léo seguem juntos na labuta e na alegria — às vezes ambos ao mesmo tempo.

"Ela veio organizar o GG", diz Léo, enquanto Lore passa uma luva sobre o dorso do marido, preparando o tórax para receber a fantasia. "Eu amo essa música", diz a bailarina, no chão do trio do cônjuge, misturada na rua com anônimos, enquanto dança empolgada.

Pouco depois, ela foi cumprir um compromisso com uma marca de cerveja — pelos stories, a gente até se perde. Como foi que ela apareceu uns minutos depois, com outra roupa e em outro lugar? Léo também encerrou 6 horas de trio e rumou para seu camarote, onde fez outro show, com outro figurino. E na sexta (9) pela manhã, ambos estavam acordadíssimos, brincando com a filha, fazendo piada um com o outro. Na saúde e na saúde, benza Deus.

Quer dizer que dá para trabalhar, curtir e amar ao mesmo tempo? O Carnaval de Lore e Léo coloca à prova com sucesso a instituição família tradicional. Quer dizer, família mais ou menos tradicional: não é toda mulher que vê o marido fazer um país inteiro ficar de "perna bamba" na boa. Lore leva o assédio que o marido sofre com muita desenvoltura, segura e feliz. Léo, carinhoso, olha o trabalho e a diversão da mulher com um respeito enorme. Posturado, calmo, observando tudo com o copão na mão.

Aí vem o leitor me dizer que eles são ricos e para eles é fácil. Bobagem. Em vez de ficar nessa invejinha boba do que o outro tem e a gente não, que tal olhar para o outro e tentar copiar o que há de bom?

Vai ver está aí o segredo: ficar junto de verdade é admirar o outro quando está junto e quando está separado também. A base de uma relação é esse olhar encantado que eles têm e a confiança, que não se constrói da noite para o dia. Dá gosto de ver.

Você pode discordar de mim no Instagram.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pokerstars

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes
pokerstars Mapa do site