pokerstars

Jornalista joga entrega em motoboy: profissional deve subir em apartamento?

O jornalista Rica Perrone foi alvo de críticas após dizer em entrevista que se irritou com um motoboy do iFood, que não queria ir até a porta do seu apartamento com a entrega, e jogou o alimento no trabalhador.

Após a repercussão, Perrone esclareceu que não brigou com o entregador por ele se recusar a subir, mas por supostamente dizer: "Desce pra pegara a p... da comida".

O fato levantou a seguinte questão: o entregador tem que subir até a porta do cliente ou não?

Nosite do iFood existe uma seção dedicada ao tema. E em resumo o entregador não é obrigado a subir.

A plataforma afirma que "isso não só agiliza a entrega em si como demonstra respeito ao trabalho do entregador ou da entregadora, que só pode fazer a seguinte entrega depois de finalizar aquela".

O iFood ainda reforça as seguintes orientações:

  • Sempre que possível, desça para pegar o pedido;
  • Não deixe o entregador ou entregadora esperando;
  • Não esqueça de informar o seu código de entrega.

Leonardo Fabricio, coordenador sênior de marca e valorização do entregador no iFood, reforçou a recomendação: "Não existe obrigatoriedade de o entregador subir nos apartamentos, mas recomendados que os clientes desçam para receber o pedido".

Nem o CDC (Código de Defesa do Consumidor) obriga o entregador a deixar a comida na porta do apartamento. Segundo o advogado Marco Antonio de Araujo Junior, especialista em Direito do Consumidor, ressalta que a informação deve ser deixada clara ao cliente.

Continua após a publicidade

A instrução é reforçada por Leonardo Fabricio, coordenador sênior de branding e valorização do entregador no iFood: "Não existe obrigatoriedade de o entregador subir nos apartamentos, mas recomendamos que os clientes desçam para receber o pedido."

"Deixando claro que o consumidor deve se dirigir à portaria para receber a encomenda, cabe ao consumidor contratar ou não com a empresa, dentro das regras propostas. O consumidor que não concordar tem a liberdade de não contratar a empresa", afirma.

Casos de críticas a entregadores

Em março deste ano, um entregador do iFood foi ameaçado por não subir até um apartamento numa entrega em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio.

Na ocasião, o cliente disse ao entregador: "Aqui é lugar de milícia. Se eu descesse armado, te dava uma coronhada". Após o ocorrido, a empresa disse que bloqueou o homem da plataforma.

Em dezembro de 2022, entregadores de Brasília fizeram um protesto contra clientes que humilharam motoboys durante o trabalho pelo aplicativo iFood.

Continua após a publicidade

No início daquele mês, um médico filmou e hostilizou um entregador que não queria subir até seu apartamento para realizar a entrega.

*Com reportagem fruto de colaboração de Abinoan Santiago

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Jacarepaguá fica na zona oeste --e não na zona norte, como informado anteriormente. O texto foi corrigido.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes
pokerstars Mapa do site