pokerstars

Qual é o melhor requeijão?

Avaliamos as marcas do alimento e de cream cheese, patês e cremes de queijo que você encontra no mercado

Diana CortezColaboração para o VivaBem, em São Paulo

O pão é um alimento "sagrado" no cardápio diário de muitas pessoas, que quase sempre o saboreiam com algum acompanhamento. É aí que entram pastas como o requeijão, os cremes de queijo e os patês. Mas, com tantas opções no supermercado, às vezes fica difícil saber qual é a escolha mais saudável.

Para ajudar, convidamos um time de nutricionistas para avaliar alguns dos produtos comuns na mesa do brasileiro. As especialistas escolheram as três melhores opções encontradas nas prateleiras (ou geladeiras) em seis categorias: requeijão tradicional, creme de queijo minas frescal, cream cheese tradicional, queijo tipo cottage, creme de ricota e patês. Confira o resultado!

Quais foram os critérios de seleção?

A equipe do VivaBem consultou os sitesdas grandes marcas e visitou lojas físicas e virtuais de redes de supermercados de São Paulo para identificar os principais produtos vendidos.

Ao todo, reunimos 90 marcas de pastas (uma média de 15 por categoria). Depois, passamos às especialistas do júri apenas a lista de ingredientes e a tabela nutricional de cada produto. Portanto, elas fizeram uma "avaliação cega", baseada em critérios totalmente técnicos (composição e valor nutricional), sem saber quais marcas apontaram como as melhores em cada categoria.

É importante ressaltar que produtos com características iguais ou semelhantes às dos "vencedores" podem ter ficado de fora de nossos pódios, o que não significa que são ruins —longe disso, eles podem ser tão bons quanto os escolhidos. O mais importante é que, a partir dos critérios usados em nossa seleção, você compreenda as principais características de um bom alimento e consiga fazer sempre a melhor escolha entre as opções que encontrar no supermercado perto de sua casa, observando a tabela nutricional e a lista de ingredientes.

O requeijão cremoso foi criado no Brasil e agrada muito por seu sabor lácteo, tanto que, além de acompanhar o pãozinho, foi incorporado em diversos pratos da culinária do país.

Produzido a partir do leite fermentado, o produto passa por um processo de fundição com creme de leite ou manteiga (algumas receitas incluem até queijo) para ganhar cremosidade.

Na hora da compra, prefira os produtos sem amido, pois a substância indica que o requeijão tem pior qualidade nutricional —isso vale também para outros produtos lácteos. Olhe ainda a quantidade de itens na lista de ingredientes: quanto menos, melhor, pois geralmente indica a presença de poucos conservantes químicos ou realçadores de sabor.

Os vencedores do nosso ranking atendem a vários critérios acima e as diferenças entre eles são mínimas —portanto, os três são boas opções. As nutricionistas escolheram o Requeijão Cremoso Tradicional Danubio como o primeiro colocado por ser feito com fermento lácteo (entenda a vantagem abaixo) e ter um pouco menos de sódio do que os demais.

O segundo lugar ficou com o Requeijão Cremoso Tradicional Poços de Caldas, que tem muçarela na composição, o que confere mais sabor e qualidade. Ele apresenta um pouquinho mais de proteína que os demais e possui menos gordura saturada. O Requeijão Cremoso Fazenda Bela Vista também leva fermento lácteo, mas ficou em terceiro por ter mais gorduras que os dois primeiros colocados.

Fermentação natural deixa o requeijão mais saboroso

Nem todos os requeijões são produzidos com o processo de fermentação natural —realizado por bactérias lácteas, que demora mais tempo para acontecer e deixa o produto mais saboroso. "Algumas marcas podem, simplesmente, acrescentar ácido láctico para estimular a coagulação direta do leite, que acontece em poucos minutos, mas reduz a qualidade do produto", explica Eliana Paula Ribeiro, coordenadora do curso de engenharia de alimentos do Instituto Mauá de Tecnologia. Por esses motivos, requeijões com fermentação natural costumam ser um pouco mais caros.

Como o próprio nome sugere, este produto tem o queijo minas frescal como seu principal ingrediente. No processo de fabricação, também recebe leite e creme de leite, entre outros ingredientes, para deixá-lo com a textura cremosa.

Aqui, a lista de ingredientes teve maior peso na decisão do júri, quesito no qual o Creme de Queijo Frescal Ultrafiltrado Danubio se destacou, por não apresentar conservantes. O produto não contém aditivos por usar queijo frescal produzido por ultrafiltragem. Trata-se de um processo totalmente automatizado, sem manipulação, que reduz riscos de contaminação.

Já o segundo e terceiro colocados ficaram praticamente empatados e foi preciso diferenciá-los por detalhes da tabela nutricional. Ambos trazem uma composição enxuta, mas o Creme de Queijo Minas Frescal Fiore levou vantagem por ter quantidades de gordura saturada e de sódio um pouco menores em relação ao Creme de Queijo Minas Frescal Porto Alegre, ainda que a diferença entre eles seja pequena. O segundo colocado também traz a descrição da quantidade de cálcio por porção —uma informação a mais para o consumidor.

Muitos produtos que ficaram fora do nosso pódio apresentavam gordura trans, que é inflamatória e prejudicial para saúde. Preste atenção nisso na hora da compra

Como surgiram esses produtos lácteos?

O requeijão foi desenvolvido pela indústria de alimentos para evitar o desperdício do leite que se tornou ácido e que não havia sido comercializado. Já o creme de queijo minas e o creme de ricota foram criados com a finalidade de aproveitar seus respectivos queijos, aumentando o tempo de vida deles com um novo produto para venda. Como é possível ver nas tabelas nutricionais que mostramos acima, os dois tipos de alimento são muito parecidos e o principal critério para você optar por um ou por outro é o sabor.

Principal Ingrediente da tradicional torta americana cheese cake, o cream cheese ganhou muitos fãs por aqui nas últimas décadas. Seu sabor mais ácido se dá por conta do processo de fermentação natural ("feito" por bactérias) pelo qual o leite passa. O produto se torna cremoso ao receber creme de leite (ou manteiga) e leite, além de passar por um misturador específico para ficar lisinho.

A primeira posição do nosso ranking ficou com o CreamCheeseFiori, por ser o que tem menos gorduras totais e saturadas entre os três, além de menos calorias, apesar de ter um teor de sódio mais elevado.

Houve um empate técnico entre os outros dois, mas oCreamCheeseDanubio acabou levando o segundo lugar por apresentar uma pequena diferença nas calorias e no sódio em relação ao terceiro colocado, o CreamCheese Ipanema. No entanto, repetimos, os valores são mínimos e os produtos são praticamente iguais.

Como costuma conter menos creme de leite, o cottage é uma das opções mais magrinhas entre as pastas à base de leite, interessante para quem precisa controlar as calorias da dieta.

Os três eleitos deste ranking têm uma lista de ingredientes parecida e as posições foram definidas por pequenas diferenças na tabela nutricional.

O Queijo Tipo Cottage Président ficou em primeiro por oferecer menos sódio que o segundo colocado. Porém, o Queijo Tipo Cottage Analuiza tem a vantagem de oferecer mais proteínas que os concorrentes —portanto, pode até ser uma opção melhor para quem não tem problema com o consumo de sódio. O Queijo Tipo Cottage Fiore ficou com o terceiro lugar por ter mais gordura e menos proteína que os outros.

Mitos e verdades sobre as amadas pastas à base de leite

Elas substituem o queijo

EM PARTES - O queijo geralmente apresenta uma maior quantidade de cálcio e proteína por porção em relação a estas pastas, segundo a nutricionista Renata Bressan. Portanto, dependendo da dieta da pessoa, pode ser indicado o consumo de queijo para atingir as necessidades diárias desses nutrientes.

A maioria delas tem muita gordura

VERDADE - Para ter um aspecto cremoso, as pastas costumam ser produzidas com creme de leite e/ou manteiga. Esses ingredientes fazem com que o produto se torne mais gorduroso e calórico --com exceção do queijo tipo cottage e algumas versões light. Vale lembrar que esses alimentos são fontes de gordura saturada, que em excesso aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Portanto, sua ingestão deve ser controlada.

Produtos ultrafiltrados têm melhor qualidade

VERDADE - Eles são produzidos em um equipamento que concentra a proteína do leite por meio de uma membrana semipermeável, inclusive a do soro, além de possibilitar que o produto não tenha conservantes. Também possibilita separar a lactose (açúcar do leito), baixando o teor próximo a zero, segundo Ribeiro.

O creme de ricota é bem diferente da ricota "original", que é seca e borrachuda. Porém, apesar de usar o queijo como base, a pasta é mais calórica, pois geralmente leva leite e creme de leite, além de alguns tipos de gomas para ficar com a textura que conhecemos.

Na hora de escolher um bom produto vale ficar de olho na presença de amido, que reduz a qualidade desse tipo de alimento. Os três selecionados pelo nosso júri não levam o ingrediente e pequenos detalhes da tabela nutricional definiram o resultado.

O Creme de Ricota Président ficou em primeiro lugar por ser o menos calórico. O Creme de Ricota Quatá veio em seguida, por uma diferença praticamente insignificativa na quantidade de calorias e gorduras saturadas. O Creme de Ricota Regina ficou em terceiro lugar por ter um pouco mais de gorduras totais.

Sabia que a ricota é feita com whey protein?

Calma, não estamos falando do suplemento que muitas pessoas tomam depois de malhar. Acontece que, diferentemente do cream cheese e do queijo cottage, a matéria-prima da ricota não é a caseína e sim a proteína do soro do leite (whey protein, em inglês, principal ingrediente do suplemento para atletas), que tem digestão mais rápida. A substância deixa o aspecto mais seco e borrachudo, característico da ricota. Para chegar à textura cremosa do creme ou pasta, este queijo é processado e hidratado com leite e creme de leite.

Os patês são versáteis e ótimos também para quem gosta de variar nos lanches. Como há muitas opções nas prateleiras, nosso júri analisou diferentes tipos e sabores —desde patês de atum, à base de creme de leite, de pimenta, de peito de peru, de presunto e de frango (em formato de bisnaga e em lata), até os veganos, preparados com biomassa de banana verde, soja e tofu.

É bom saber que grande parte desses alimentos apresenta muitos aditivos químicos (estabilizantes, conservantes e espessantes), corantes e realçadores de sabor (o famoso glutamato monossódico), que segundo as nutricionistas são substâncias inflamatórias e, em excesso, podem fazer mal ao organismo.

No nosso pódio foram escolhidos produtos que apresentam ingredientes naturais na composição, sem aditivos —claro que no mercado há outros além desses três, por isso confira o rótulo. Primeiro colocado, o Patê de Azeitona Preta La Pianezza contém azeitona preta, biomassa de banana verde, azeite e temperos —e não tem gordura saturada.

Na segunda posição ficou o Patê de Soja Orgânico Sabor Salsa Fazenda Boa Esperança, que usa soja orgânica e apresenta baixo valor calórico. No entanto, ele tem óleo de palma, fonte de gordura saturada.

Em terceiro, o Patê de Biomassa de Banana Verde Mostarda e Ervas Vegano é feito de ingredientes saudáveis (mostarda, cúrcuma, azeite, entre outros), mas fornece mais calorias e um pouco mais de gordura, inclusive a do tipo saturada, quando comparado aos outros dois.

A discussão é polêmica e os dois alimentos vêm ganhando cada vez mais defensores (e inimigos) nas redes sociais, entre eles muitos nutricionistas.

Uma coisa importante que você precisa ter em mente é que tanto a manteiga quanto a margarina são basicamente gordura, portanto, têm muitas calorias. Para se ter ideia, esse nutriente oferece 9 kcal a cada um grama, enquanto a mesma quantidade de carboidrato ou proteína possui 4 kcal. Por isso, vale o bom senso na hora de consumi-las.

Ainda que algumas margarinas sejam vendidas com o apelo de conterem fitoesteróis e ômega 3, a base delas é a gordura interesterificada —um tipo não recomendado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia por apresentar alguns efeitos nocivos à saúde, parecidos com os da gordura trans, como a aterosclerose (inflamação com a formação de placas de gordura na parede das artérias do coração e de outras localidades do corpo humano).

Já a manteiga possui gordura saturada, que eleva o colesterol, que também é prejudicial para a saúde cardiovascular. Portanto, consuma com moderação.

Os Melhores Alimentos do Supermercado

Esta é uma série do VivaBem que ajuda você a fazer escolhas mais saudáveis no dia a dia. Veja outros rankings

Arte pokerstars

Integral, cookie, de polvilho: avaliamos principais marcas para ajudar você a fazer uma boa escolha

Ler mais
Carol Malavolta/pokerstars

Integral, zero lactose, "de soja": avaliamos os melhores leites do mercado

Ler mais
Guilherme Zamarioli/pokerstars

Pão de forma, de milho, bisnaginha: júri destaca melhores pães do mercado

Ler mais
Topo
pokerstars Mapa do site